Inspirada em Lady Gaga, moda no Oscar opta pela ousadia

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011 12:08 BRT
 

Por Zorianna Kit

LOS ANGELES (Reuters) - Inspirando-se no exemplo das cantoras Lady Gaga e Nicki Minaj, as atrizes de Hollywood podem aparecer no tapete vermelho do Oscar no domingo em trajes ousados e futuristas, prevêem especialistas em moda.

O olhar voltado ao futuro marca uma reviravolta em relação aos anos recentes, nos quais o tapete vermelho da cerimônia de premiações mais importante de Hollywood foi marcado por vestidos vintage, estilos e cores discretas e menos joias, em sintonia com um mundo passando por dificuldades econômicas.

Mas, com a confiança econômica em alta, as principais atrizes de Hollywood devem usar vestidos singulares, com drapejados e mangas e ombros acentuados. Estão previstas muitas cores distintas, desde tons pálidos e de pele até roxos, laranjas e azuis ousados, passando pelo clássico preto.

O estilista Marc Bouwer disse que os estilos futuristas deste ano são influenciados por alguns dos figurinos extravagantes de popstars como Lady Gaga, Minaj e agora Britney Spears, no visual que esta ostenta em seu vídeo mais recente, "Hold It Against Me".

A expectativa é que os estilos vistos no Oscar sejam semelhantes aos que foram exibidos no mês passado na entrega dos Globos de Ouro.

Nessa ocasião, a atriz Lea Michelle, de "Glee," deixou os fashionistas deslumbrados com seu vestido assimétrico cor de rosa de Oscar de La Renta, e atrizes como Nicole Kidman, Michelle Williams e Scarlett Johansson compareceram usando tons de pele ou rosa pálido.

Este ano, Bouwer, famoso por ter vestido Angelina Jolie em um tomara-que-caia de cetim branco no Oscar de 2007, está trabalhando com atrizes indicadas como Melissa Leo, de "O Vencedor", na tendência que chama de "minimalismo arquitetônico futurista".

E um visual que, segundo ele e outros, leva em conta não apenas o vestido, mas também os acessórios que o acompanham.   Continuação...

 
<p>Nicki Minaj chega no 53a premia&ccedil;&atilde;o anual do Grammy em Los Angeles, Calif&oacute;rnia, em 13 de fevereiro de 2011. REUTERS/Danny Moloshok</p>