Oscar continua brilhante, mas indústria do cinema está embaçada

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011 15:44 BRT
 

Por Alex Dobuzinskis

LOS ANGELES (Reuters) - Na semana do Oscar em Hollywood, a champanhe corre solta nas várias festas para celebrar o maior prêmio do cinema no mundo. Porém, quando a indústria cinematográfica acordar de ressaca após as premiações de domingo, terá de enfrentar a dura realidade.

As tecnologias digitais estão mudando com rapidez a forma como os filmes são entregues aos consumidores. As vendas de DVD continuam a despencar sem nenhuma luz no fim do túnel. O público dos cinemas caiu 23 por cento até agora em 2011, em comparação com o mesmo período de um ano atrás. Nem mesmo o 3D salva.

Os analistas afirmam que os realizadores e distribuidores de filmes precisam se adaptar ao comportamento do consumidor que muda rapidamente em uma época em que o entretenimento é barato e disponível na Internet. Muitos em Hollywood concordam e trabalham para mudar. Mas novas formas lucrativas de negócio aparecem muito lentamente e a consequência poderá ser uma indústria em declínio de forma parecida como a indústria da música nos anos 2000.

"As tendências que observamos hoje são similares em várias formas, embora eu não acredite que sejamos como a indústria da música", disse Mitch Singer, diretor de tecnologia da Sony Pictures Entertainment. "As receitas estão caindo, as pessoas estão encontrando outras maneiras de acessar nosso conteúdo", afirmou ele.

O público dos cinemas nos EUA e no Canadá até agora este ano caiu para 173 milhões de ingressos vendidos, em comparação com os 225 milhões para o mesmo período em 2010 -- um decréscimo de 23 por cento, de acordo com a empresa Hollywood.com Box Office.

Para piorar, os consumidores compraram apenas 10 bilhões de dólares em produtos de entretenimento em vídeo em 2010, em comparação com os 14 bilhões de dólares de 2004, quando o mercado de DVD estava "bombando", informa o IHS Screen Digest.

 
<p>Trabalhadores estendem tapete vermelho em prepara&ccedil;&otilde;es para o Oscar, em Hollywood. 23/02/2011 REUTERS/Danny Moloshok</p>