ESTREIA-Filme de Bieber mistura cenas pessoais e shows do cantor

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011 09:30 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O cantor adolescente Justin Bieber, que acaba de ver seu sonho de conquistar o Grammy de artista revelação destruído pela contrabaixista e cantora de jazz Esperanza Spalding, agora aparece no cinema com "Justin Bieber: Never Say Never".

O filme sobre o astro canadense duelará nas salas brasileiras a partir de sexta-feira com "Bruna Surfistinha", que estreará com 315 cópias, contra 280 do cantor de 16 anos (200 em 3D, 80 convencionais, todas dubladas).

Em comum, não apenas datas de estreia no cinema. Bieber e Bruna Surfistinha são frutos da Internet. Celebridades instantâneas com prazo de validade não muito longo, ambos surgiram por conta de vídeos no Youtube e um blog. Ou seja, sem Internet, eles não seriam famosos. São fenômenos dos tempos modernos, em que a fama é contada em cliques e não em apenas 15 minutos.

Não se espere uma radiografia do fenômeno musical -- o filme foi comparado a uma commodity pela revista norte-americana "Time Out" --, mas apenas um bem-cuidado espetáculo musical recheado de cenas do cantor fora do palco e de fotos e filmes de infância, de certa forma premonitórios de seu futuro, como os que o mostram ainda menino, tocando bateria.

Os fãs, predominantemente garotas da mesma faixa etária, suspiram e choram durante seus shows, como os filmados em sua última turnê e no Madison Square Garden de Nova York, que serviram de base para o documentário dirigido por Jon Chu.

A mensagem do filme para seu público é "nunca desista de seus sonhos", como o próprio Justin insistiu pelo twitter, como parte da campanha de lançamento. Ele próprio é a concretização de um sonho. Filho de uma mãe solteira que postava seus vídeos no Youtube, Justin foi descoberto pelo agente Scooter Braun, que o apresentou a Usher, a sensação do R&B, que o apadrinhou na gravadora Island Records, onde começou sua carreira profissional. A partir de então, deu-se a explosão que todos conhecem. Usher aparece em várias cenas do filme.

Entrecortam-se cenas pessoais e de bastidores com o garoto brilhando no palco e meninas histéricas na plateia. O pai do garoto, Jeremy Bieber, é uma espécie de figura decorativa, que aparece por alguns minutos, chora quando vê o filho no palco, e nunca mais se ouve falar dele. Na sua cidade natal, o menino joga basquete com os colegas e reza antes de comer uma pizza. É o complemento para a mensagem de bom-mocismo que o cantor quer exalar por todos os poros.

O filme custou relativamente barato - apenas US$ 13 milhões -- e conseguiu se pagar no fim de semana de abertura, nos Estados Unidos, quando faturou US$ 29,5 milhões. Mas, mesmo na estreia, ficou em segundo lugar, ultrapassado por "Just Go With It", que faturou US$ 1 milhão a mais. Na semana seguinte, o filme já caiu para o quarto lugar.

(Por Luiz Vita, do Cineweb)

* As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb

 
<p>Justin Bieber no BRIT Music Awards, em Londres. O cantor adolescente aparece no cinema com "Justin Bieber: Never Say Never". 15/02/2011 REUTERS/Toby Melville/Arquivo</p>