Pivô de escândalo italiano, Ruby é estrela de baile em Viena

quarta-feira, 2 de março de 2011 18:33 BRT
 

Por Sylvia Westall

VIENA (Reuters) - A dançarina que protagoniza o escândalo sexual envolvendo o primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, disse na quarta-feira que espera deixar esse caso de lado e se divertir na qualidade de convidada especial do famoso Baile da Ópera de Viena.

A marroquina Karima el Mahroug, de 18 anos, conhecida pelo nome artístico de Ruby Rubacuori (Ruby Rouba-Corações), chegará ao baile de quinta-feira à noite de braços dados com Richard Lugner, magnata da construção vienense e figura conhecida nos círculos sociais.

Ruby se tornou o foco de uma investigação que levará Berlusconi a ser julgado em abril sob a acusação de ter contratado a moça como prostituta quando ela era menor de idade e de cometer abuso de poder para tirá-la da prisão quando ela foi detida por um furto.

"Espero que as pessoas sejam capazes de reagirem a mim quando me encontrarem, e não como a 'Ruby do escândalo'", disse ela numa entrevista coletiva em que constantemente afastava o longo cabelo castanho do rosto.

"Eu só sei dança do ventre, eu não sei dançar valsa, mas vou tentar e vou dançar com os outros, aprende-se muito desse jeito", afirmou ela.

Vestida com uma saia de seda preta e casaco de pele, que mais tarde tirou para revelar um top branco decotado, Ruby parecia confiante e pronta para enfrentar perguntas sobre Berlusconi e seu passado, dizendo que ela não tinha feito nada de errado.

A dançarina já declarou à imprensa que foi a três festas na residência de Berlusconi, que ela descreveu como "jantares normais", com muitas risadas, comidas e brincadeiras.

Ela nega ter tido relações sexuais com o premiê, mas admitiu que ela lhe deu 7 mil euros (quase 10 mil dólares) para ajudá-la a resolver problemas financeiros.   Continuação...