Fora da disputa, Portela usa animação para superar incêndio

segunda-feira, 7 de março de 2011 04:15 BRT
 

RIO (Reuters) - A Portela trouxe animação para o sambódromo neste domingo e deixou para trás o incêndio que no mês passado destruiu parte das fantasias da escola, mesmo sem concorrer ao título do Carnaval deste ano e sem poder encerrar um jejum de 27 anos sem o título de campeã .

A azul-e-branca de Madureira passou simples pela avenida e abusou do branco ao representar o enredo "Rio, azul da cor do mar", uma homengam ao aniversário de 110 anos do porto do Rio.

Um dos carros precisou ser acompanhado de perto pelos bombeiros após um princípio de incêndio que foi rapidamente contido.

O ponto alto da escola ficou por conta da bateria do mestre Nilo Sérgio, com uma coreografia bem executada inclusive pelo prefeito do Rio, Eduardo Paes, no comando de um agogô.

A presença de Ronaldinho Gaúcho em meio à velha guarda portelense à frente da escola serviu para levantar o público no início do desfile da escola, mas houve apreensão entre os responsáveis pela harmonia devido à grande confusão causada entre os jornalistas pela presença do meia-atacante do Flamengo. O jogador fez sua estreia na Sapucaí.

As fantasias, que tiveram que se refeitas na última hora, pois parte foi queimada pelo incêndio, sofreram com falta de acabamentos. Os 4 mil integrantes da escola , no entanto, trouxeram animação para a avenida.

Assim como a União da Ilha e a Grande Rio, as outras escolas atingidas pela incêndio na Cidade do Samba, que vão desfilar na noite de segunda-feira, a Portela não será avaliada pelos jurados este ano. Uma outra mudança na regra em decorrência do incêndio implicará no não rebaixamento de nenhuma das agremiações para o Grupo de Acesso.

(Por Pedro Fonseca)

 
<p>Rainha da bateria da Portela, Sheron Menezes, em desfile no samb&oacute;dromo do Rio de Janeiro. 06/03/2011 REUTERS/Ricardo Moraes</p>