Polícia revista casa do ator Charlie Sheen

sexta-feira, 11 de março de 2011 10:44 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - A polícia revistou a casa do ator Charlie Sheen na quinta-feira à noite, procurando armas de fogo que pudessem violar um mandado judicial contra ele, mas encontrou apenas balas e um fuzil antigo, disse um advogado do ator.

A porta-voz do Departamento de Polícia de Los Angeles, Norman Eisenman, disse que a revista terminou sem que fossem feitas prisões.

"Charlie Sheen cooperou com a polícia", disse ela.

A revista foi motivada por um mandado temporário registrado contra Sheen na semana passada por sua ex-mulher, exigindo que ele mantenha distância dos filhos deles, e ocorreu no mesmo dia em que o ator imerso em problemas moveu uma ação contra seus ex-empregadores no seriado de sucesso "Dois Homens e Meio", da CBS, afirmando ter sido demitido sem justa causa esta semana e pedindo indenização de 100 milhões de dólares.

Sheen vinha sendo o ator mais bem pago da televisão norte-americana, representando o papel principal do seriado líder de audiência, o de um solteirão beberrão e mulherengo. O papel era mais ou menos baseado em sua vida.

Nos últimos 12 meses Sheen vem tendo problemas legais e entrou e saiu de tratamentos de reabilitação por abuso de drogas e álcool. Nas últimas semanas ele fez críticas públicas contra o produtor do seriado, Chuck Lorre, e a Warner Bros. Television, que produz o seriado.

Na semana passada sua ex-mulher Brooke Mueller registrou um mandado temporário contra Sheen para obrigá-lo a manter distância dos dois filhos dele. Pelos termos do mandado, ele não é autorizado a ter armas de fogo em sua posse.

Diante da casa de Sheen, na noite de quinta-feira, um advogado do ator, Mark Gross, disse a jornalistas que uma pessoa anônima telefonou à polícia para informar que Charlie Sheen possuía uma arma.

Gross disse que a polícia encontrou "algumas balas e um rifle do século 19" e Sheen agradeceu aos policiais "por seu profissionalismo e cortesia".

A policial Eisenman disse que a polícia não vai revelar o que foi encontrado na busca e que não serão divulgadas mais informações.

(Reportagem de Steve Gorman e Bob Tourtellotte)