Mel Gibson é punido por agressão e terá que assistir a palestras

sexta-feira, 11 de março de 2011 20:21 BRT
 

Por Bob Tourtellotte

LOS ANGELES (Reuters) - O ator e cineasta Mel Gibson foi sentenciado na sexta-feira a três anos de prisão com direito a sursis e terá de assistir a palestras sobre violência doméstica, por causa de um processo em que era réu por ter agredido sua ex-namorada.

Gibson, de 55 anos, não se declarou culpado nem inocente, o que pela lei da Califórnia equivale a confessar a culpa. Ele assistiu à audiência vestindo terno escuro e camisa com colarinho aberto, e respondeu diretamente ao juiz quando questionado se entendia a condenação.

O ator terá de assistir às palestras de conscientização durante um ano, além de prestar 16 horas de serviço comunitário e pagar multas e custas judiciais.

Gibson, astro de filmes como "Máquina Mortífera" e "Coração Valente", trava há quase um ano uma batalha judicial com Oksana Grigorieva pela guarda da filha pequena de ambos, Lucia.

Grigorieva acusava Gibson de ter lhe dado um soco durante uma acalorada discussão em 6 de janeiro de 2010. O ator havia admitido anteriormente à Justiça que deu um tapa na ex-namorada, alegando que estava preocupado com a segurança de Lucia, já que Grigorieva estaria chacoalhando a menina.

Gibson alegou também que Grigorieva tentou extorquir dinheiro dele, usando para isso gravações em que um homem lança insultos e ofensas raciais por telefone. Essas gravações, divulgadas no ano passado pelo site de celebridades Radaronline.com, foram atribuídas a Gibson e afetaram negativamente sua carreira.

Depois da separação, Gibson e Grigorieva chegaram a um acordo judicial supostamente de 20 milhões de dólares.

Grigorieva negou que tenha tentado extorquir o ex-companheiro, mas as autoridades investigaram as acusações contra ela, e também as que foram feitas contra Gibson - o que então resultou no acordo judicial selado na sexta-feira.   Continuação...