Lindsay Lohan rejeita acordo e pode ser julgada por furto

quarta-feira, 23 de março de 2011 20:16 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - A atriz Lindsay Lohan optou por ir a julgamento por furto de uma joia em vez de aceitar um acordo com a promotoria, pelo qual se declararia culpada e ficaria presa por vários meses.

O advogado de Lohan disse à promotoria de Los Angeles, na quarta-feira, que não haveria audiência sobre o caso na sexta-feira, segundo promotores, o que significa que a atriz manterá sua posição de se declarar inocente e rejeitou a oferta de um acordo.

Nos últimos anos, Lohan, de 24 anos, esteve várias vezes em clínicas de reabilitação e na prisão por causa da dependência de drogas e álcool. Ela se declarou inocente da acusação de ter saído de uma loja de Los Angeles, em janeiro, com um colar de ouro de 2.500 dólares, sem pagar.

A promotoria propôs a Lohan -- atriz de "Meninas Malvadas" -- um acordo pelo qual ela se declararia culpada na sexta-feira, evitando ir a julgamento, e seria condenada a uma pena entre 3 e 6 meses de prisão.

Mas ela rejeitou a oferta e irá agora comparecer à audiência preliminar, em 22 de abril, que vai determinar se há provas para um julgamento. Se for condenada, Lohan provavelmente terá de cumprir uma pena maior do que a proposta pela promotoria.

(Reportagem de Jill Serjeant)