Winslet faz papel que foi de Joan Crawford em novo "Mildred"

quinta-feira, 24 de março de 2011 14:45 BRT
 

Por Jill Serjeant

LOS ANGELES (Reuters) - Joan Crawford recebeu seu único Oscar pelo papel da mãe solteira com vontade de ferro Mildred Pierce em "Almas em Suplício" (título original: "Mildred Pierce"), de 1945.

Mas Kate Winslet, atriz britânica também ganhadora do Oscar, achou que assistir ao clássico do cinema noir foi a pior preparação possível para representar o mesmo papel de Crawford na nova versão de "Mildred Pierce" criada pela HBO.

"Assisti aos primeiros cinco minutos do filme e então pensei 'eu não deveria ver isto'", disse Winslet a jornalistas.

"Eu sabia que deveria respeitar o livro original e ser fiel à Mildred Pierce desse romance brilhante. O que procurei fazer com (o diretor) Tood Haynes foi algo diferente."

A minissérie em cinco partes da HBO, que começa no domingo, não é tanto uma versão diferente do filme em preto e branco com Joan Crawford quanto um retorno às raízes da história: o romance "A História de Mildred Pierce" (1941), de James M. Cain.

"Mildred Pierce" é a história de uma mulher recém-divorciada na Grande Depressão, que luta para criar uma vida independente para ela e sua família e para conquistar o amor de sua filha fria e calculista.

O livro não tem a trama de assassinato que foi inventada para o filme de 1945, focando em vez disso o relacionamento torturado e às vezes melodramático entre Pierce e sua filha Veda, representada por Evan Rachel Wood.

Mas o que mais atraiu Haynes para a história da mãe solteira determinada da Califórnia dos anos 1930, na Grande Depressão, foi sua ressonância com os tempos econômicos difíceis de hoje.   Continuação...

 
<p>Kate Winslet na estreia mundial da miniss&eacute;rie da HBO "Mildred Pierce", em Nova York. 21/03/2011 REUTERS/Jessica Rinaldi</p>