Sobrinha de Vladimir Lenin morre aos 89 anos

sexta-feira, 25 de março de 2011 17:32 BRT
 

MOSCOU (Reuters) - Olga Ulyanova, a sobrinha do fundador da União Soviética Vladimir Lenin que lutou para que o corpo embalsamado de seu tio permanecesse num mausoléu na Praça Vermelha em Moscou, morreu na sexta-feira na capital russa aos 89 anos.

Olga, uma química, era a última parente viva de Lenin que se tem conhecimento, informou o governo da região russa de Ulyanovsk em comunicado.

"Ela era a última parente viva da família Ulyanov", disse o comunicado. A região nas montanhas do Ural, no leste de Moscou, recebeu o nome em homenagem a Lenin, que nasceu lá e cujo verdadeiro nome era Vladimir Ulyanov.

Lenin, que morreu em 1924, não teve filhos segundo se sabe.

Vinte anos após a queda da União Soviética, ainda existe um amplo debate sobre o que fazer com o corpo de Lenin, que está exposto em seu mausoléu ao lado do Kremlin.

Pesquisas indicam que um terço dos russos quer que o corpo do revolucionário bolchevique seja removido, mas o governo russo se recusa a retirá-lo.

O Partido Comunista, a segunda mais importante força política russa, quer que Lenin seja mantido no mausoléu.

(Reportagem de Amie Ferris-Rotman)