La Toya Jackson elogia Donald Trump, seu chefe em programa de TV

sexta-feira, 25 de março de 2011 18:31 BRT
 

Por Alex Dobuzinskis

LOS ANGELES (Reuters) - Elogiar o chefe é algo que nunca cai mal. Por isso, quando La Toya Jackson, participante do reality show "The Celebrity Apprentice", fala do programa, uma das coisas que ela diz é que Donald Trump ("você está despedido!") é realmente "uma pessoa maravilhosa".

"Acho que ele vai me matar por dizer isso, mas acho que ele só gosta de parecer durão às vezes, porque na realidade ele não é nem um pouco assim", disse La Toya, falando do magnata imobiliário e astro de TV-realidade Trump.

A temporada mais recente do programa, em que os participantes competem em jogos empresariais para ver quem será "aprendiz" no império imobiliário de Donald Trump, estreou este mês com La Toya Jackson colocada em uma equipe de mulheres chamada "A.S.A.P." (a sigla significa "o quanto antes"), ao lado da cantora Dionne Warwick, da personalidade de TV Star Jones e muitas outras.

Embora ela diga "adoro esse cara" quando alude a Trump, seus comentários sobre Jones são um pouco diferentes.

"Tenho que admitir que é muito, muito difícil lidar com Star. Estou sendo franca", falou Jackson.

Nos episódios desta temporada que já foram ao ar, Jones se desentendeu com outra participante, a atriz Lisa Rinna. E a tensão entre ela e Jackson tem sido evidente.

Irmã do falecido Michael Jackson, a cantora disse à Reuters esta semana que gosta de participar de reality shows como "The Celebrity Apprentice", porque isso a ajuda a superar a timidez.

Até agora, neste ano, os participantes tiveram que administrar uma pizzaria em Nova York, escrever um livro infantil e apresentá-lo como peça, e criar uma promoção de vendas de veículos recreativos e equipamentos de camping.

Até agora, Star Jones, na equipe de mulheres, e o ator Gary Busey, entre os homens, vêm cumprindo o papel de vilões.

Rinna e a modelo Niki Taylor já ouviram de Trump a célebre frase "você está despedida!". Mas La Toya Jackson ainda está na disputa (talvez alguns elogios ao chefe tenham ajudado).

 
<p>La Toya Jackson durante entrevista &agrave; Reuters em Los Angeles, Calif&oacute;rnia. 22/03/2011 REUTERS/Fred Prouser</p>