Paris Hilton se nega a devolver joias emprestadas, diz processo

quinta-feira, 7 de abril de 2011 17:33 BRT
 

Por Ben Berkowitz e Jonathan Stempel

NOVA YORK (Reuters) - Paris Hilton está com joias no valor de 60 mil dólares que não pertencem a ela e deveria devolvê-las, alega uma ação judicial que acaba de ser aberta.

A seguradora alemã Allianz SE está processando a socialite e herdeira da fortuna dos hotéis Hilton, dizendo que ela ignorou várias tentativas feitas de recuperar as joias emprestadas.

De acordo com uma queixa registrada em um tribunal do Estado de Nova York em 6 de abril, Hilton emprestou as joias em 2007 da joalheria Damiani, de Manhattan, prometendo guardá-las em um cofre quando não as estivesse usando.

Mas, segundo a Allianz, as joias estavam em uma prateleira de um closet na mansão de Hilton em Los Angeles, que não estava trancada, quando elas e outras joias, estas valendo cerca de 2,7 milhões de dólares, foram furtadas da casa da socialite em 19 de dezembro de 2008, enquanto Hilton estava em uma festa em Hollywood.

A Allianz disse que a polícia de Los Angeles encontrou as joias e as devolveu a Hilton depois que esta já pagara à Damiani pelos objetos, que estavam segurados.

A seguradora teria começado a pedir a Hilton e duas empresas com seu nome que ela controla que devolvesse as joias, mas que seus telefonemas e e-mails não foram respondidos.

O processo aberto pela Allianz acusa Hilton de negligência e quebra de contrato.

Uma representante de Hilton disse que a ação "não é baseada em fatos" e que nenhum representante da socialite já dissera à Allianz que as joias da Damiani roubadas tinham sido devolvidas. "Só foram recuperadas bijuterias", disse ela.