Roqueiro do Aerosmith promete autobiografia desbocada

terça-feira, 12 de abril de 2011 19:44 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - O roqueiro Steven Tyler, da banda Aerosmith, vai lançar mundialmente sua autobiografia em 3 de maio, prometendo compartilhar "todas as histórias não-expurgadas e alucinantes de libertinagem, sexo e drogas, transcendência e dependência química que você sempre quis escutar".

O livro, intitulado "Does The Noise in My Head Bother You?" ("O ruído na minha cabeça lhe incomoda?", em tradução literal), sai num momento em que o vocalista de 63 anos conquista novos fãs - muitos alheios ao seu passado sórdido -, graças à sua atuação como jurado no programa de calouros "American Idol".

A obra será publicada pela editora Harper Collins, subsidiária da NewsCorp, disse a empresa na terça-feira.

Tyler já havia contado sua vida em "Walk This Way", de 1997, em que ele e os seus colegas de banda colaboraram com Steven Davis. Desta vez, ele trabalhou em parceria com David Dalton.

Nesse intervalo de 14 anos, Tyler se separou da sua segunda esposa, foi para clínicas de reabilitação, passou por uma cirurgia na garganta, revelou que tem hepatite C e travou uma briga feia - e pública - com seus companheiros do Aerosmith. Além disso, sua primeira esposa morreu, ele virou avô, e o Aerosmith entrou para o Hall da Fama do Rock.

Nascido como Steven Victor Tallarico, em 1948 em Yonkers (Nova York), Tyler chegou à fama no início dos anos 70, quando o Aerosmith surgiu como a resposta norte-americana aos Rolling Stones. Na verdade, o agitado Tyler e o lacônico guitarrista Joe Perry se inspiravam em Mick Jagger e Keith Richards, e ganharam o apelido de "Os Gêmeos Tóxicos".

Com sucessos como "Dream On", "Walk This Way" e "Back in the Saddle", a banda lotava estádios por toda parte. Mas a coisa começou a desandar no final dos anos 70, quando as drogas tomaram conta da banda. Perry e o também guitarrista Brad Whitford pararam por alguns anos, e o Aerosmith entrou para o triste rol das vítimas do rock.

Mas em meados da década de 1980, com um novo empresário que os obrigou a uma reabilitação, a banda iniciou um improvável regresso, ajudada pelos populares videoclipes da MTV e pela recuperação da popularidade do rock pesado.

Já a última década tem sido difícil para a banda, que luta para gravar um novo álbum com inéditas - o primeiro desde "Just Push Play", de 2001. Fãs tradicionais acham que o Aerosmith tem cantado baladas demais, e ficaram chocados em verem seus calejados heróis se apresentando no intervalo do Super Bowl (final do campeonato de futebol americano) ao lado da garotada do 'N Sync.   Continuação...

 
<p>Steven Tyler, da banda Aerosmith, canta "Walk This Way" em Las Vegas, Estados Unidos, em 3 de abril de 2011. Tyler lan&ccedil;ar&aacute; sua autobiografia mundialmente em 3 de maio. 3/04/2011 REUTERS/Steve Marcus</p>