Abadia reza para que fusíveis não queimem durante casamento

segunda-feira, 18 de abril de 2011 15:07 BRT
 

Por Avril Ormsby

LONDRES (Reuters Life!) - O decano da Abadia de Westminster, John Hall, está rezando para que tudo dê certo no casamento do príncipe William e Kate Middleton, já que houve falta de luz em duas sextas-feiras recentes.

Estima-se que 2 bilhões de pessoas vão assistir à transmissão do casamento real, na sexta-feira, 29 de abril -- potencialmente a maior audiência televisiva da história --, enquanto 2.000 pessoas estarão presentes pessoalmente na cerimônia.

Equipes de cinegrafistas de todo o mundo vão transmitir imagens de William -- filho do herdeiro do trono britânico, príncipe Charles, com a falecida princesa Diana -- casando-se com Kate Middleton, sua namorada há anos.

Mas o decano revelou que a luz acabou duas vezes no último mês na abadia e região vizinha, por pouco tempo, mas nos dois casos em uma sexta-feira.

"É um pouco alarmante", disse Hall à Reuters. "Se a eletricidade falhar em algum momento na manhã de 29 de abril, isso será muito ruim."

"Nosso responsável de obras está em contato direto com a companhia elétrica e trocou vários fusíveis. Esperamos que tudo dê certo."

A Abadia de Westminster -- cujo nome formal é Collegiate Church of St. Peter -- tem uma longa associação com a família real, que data de mil anos.

Até o século 20, ela era usada principalmente em cerimônias de coroação e funerais. Em 1919, uma neta da rainha Vitória, a princesa Patricia, deu início à tradição de realizar casamentos reais na abadia.   Continuação...