Jurados verão fotos da autópsia de Michael Jackson em julgamento

quinta-feira, 21 de abril de 2011 19:16 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - O júri do julgamento do médico pessoal de Michael Jackson terá permissão para ver fotos da autópsia do rei do pop, determinou um juiz de Los Angeles nesta quinta-feira.

Jackson, que tinha 50 anos, está vestido em uma das fotos e nu em outra.

Os promotores do julgamento do médico Conrad Murray por acusação de homicídio culposo querem mostrar as fotos para provar que o cantor estava saudável na época de sua morte.

A equipe de defesa de Murray havia feito objeção aos jurados verem as fotos da autópsia, classificadas pelos advogados de "horríveis" e destinadas a produzir reações emocionais.

"Elas não são horríveis. Não são descritivas. Não são sediciosas," disse o juiz da Corte Superior de Los Angeles, Michael Pastor, comentando as fotografias da autópsia.

A decisão ocorreu duas semanas antes das declarações de abertura, programadas para 9 de meio, do julgamento de Murray, o médico pessoal de Michael Jackson que estava com o cantor quando ele morreu.

Murray negou ter provocado a morte de Jackson em 25 de junho de 2009, ao lhe dar o anestésico propofol para ajudá-lo a dormir, junto com uma série de sedativos.

Pastor também decidiu favoravelmente a uma solicitação da promotoria para apresentar os videoclipes dos últimos dois dias de ensaios de palco de Jackson. Os clipes mostram Jackson ensaiando as canções "The Way You Make Me Feel" e "Earth Song". Parte das imagens dos ensaios viraram o filme "This is It."

O juiz disse que as imagens de Jackson eram "relevantes no que diz respeito ao comportamento dele." Os advogados de Murray haviam argumentado que as imagens do ensaio foram editadas e dão uma impressão errada.

O promotor público adjunto David Walgren disse que queria que os jurados vissem os clipes porque eles mostram Jackson como um homem "cheio de energia" que "pretendia participar dessa turnê e pretendia viver a vida dele."

Na época, Jackson estava a alguns dias de realizar uma série de shows em Londres.