Seguranças de Gisele Bundchen serão julgados na Costa Rica

sexta-feira, 29 de abril de 2011 21:55 BRT
 

SAN JOSÉ, Costa Rica (Reuters) - Os guarda-costas da modelo Gisele Bundchen e de seu marido, o jogador de futebol americano Tom Brady, irão a julgamento na Costa Rica sob acusação de tentativa de homicídio contra dois fotógrafos.

Um tribunal da cidade de Puntarenas, na costa ocidental da Costa Rica, decretou que o caso seja levado a julgamento após uma audiência preliminar realizada na sexta-feira, disse uma porta-voz da corte. A data ainda não está definida.

Segundo o processo judicial, três guarda-costas se aproximaram dos fotógrafos Yuri Cortez e Rolando Avilés, depois que estes tiraram algumas fotos na festa de casamento do casal, na casa de Bundchen na vila de surfistas Santa Teresa.

Quando os fotógrafos se negaram a entregar suas câmeras e os cartões de memória, um dos seguranças disparou contra seu veículo, de acordo com a ação.

Os fotógrafos pedem 150 milhões de colones (300.000 dólares) em danos.

A defesa de Bundchen e Brady não comentou o assunto.

(Reportagem de Alex Leff)