Carla Bruni alimenta rumores sobre gravidez

terça-feira, 3 de maio de 2011 10:03 BRT
 

PARIS (Reuters) - A primeira-dama francesa, Carla Bruni, aumentou os rumores sobre sua gravidez ao segurar um xale diante do abdome durante entrevista a um jornal e desviando-se de perguntas com a frase "meus lábios estão selados para proteger algo".

Indagada por um repórter do Le Parisien se a resposta será conhecida dentro de seis meses, Bruni riu e disse "sim".

A gravidez pode ser um benefício para a imagem pública do casal Bruni-Sarkozy, no momento em que o presidente Nicolas Sarkozy enfrenta um dos mais baixos índices de popularidade presidencial já vistos na França um ano antes de uma provável batalha pela reeleição.

Respondendo a perguntas de leitores do Le Parisien em uma sessão de perguntas e respostas publicada nesta segunda-feira, Carla Bruni, de 43 anos, disse que lamentava não poder comentar os rumores sobre uma gravidez que vieram à tona na semana passada, após relatos publicados nas revistas Closer e VSD.

"Eu adoraria falar de mulher para mulher sobre minha vida familiar, meus sonhos pessoais e detalhes de certas coisas. Ademais, sou muito falante. Mas aqui, de certo modo, estou com a boca costurada", disse Bruni a uma leitora que perguntou sobre o assunto.

Bruni disse que, se estivesse sozinha em um café com a leitora, falaria livremente, mas que não podia comentar em público um assunto que poderia ganhar destaque em relação às questões nas quais Sarkozy trabalha, como presidente.

"Não é por arrogância ou um desejo de manter segredo. Meus lábios estão selados para proteger algo e proteger o trabalho que (Sarkozy) faz", disse Bruni. "Eu gostaria realmente de falar sobre isso, mas, se o fizesse, o assunto ganharia destaque em relação a todo o resto. Por isso não vou responder."

Ela alimentou os rumores mais ainda ao segurar um xale volumoso contra o corpo em todas as fotos feitas pelo jornal. É um comportamento não característico da ex-modelo, que normalmente exibe seu perfil esbelto em roupas justas.

(Reportagem de Catherine Bremer)

 
<p>O presidente franc&ecirc;s, Nicolas Sarkozy, e sua esposa Carla Bruni-Sarkozy chegam ao aeroporto Pointe-&agrave;-Pitre, na ilha de Guadeloupe. 08/01/2011 REUTERS/Eric Feferberg</p>