ESTREIA-"Velozes e Furiosos 5" mostra um Rio corrupto e armado

quinta-feira, 5 de maio de 2011 14:32 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Mesmo cercado, o criminoso Dominic Toretto (Vin Diesel) explica para o seu captor americano que não se entregará: "Porque aqui é o Rio (de Janeiro)". A cena, que é acompanhada por gangues empunhando armas e a fuga do policial, pode ser uma síntese do que o espectador irá encontrar numa sessão de "Velozes e Furiosos 5 - Operação Rio".

Embora incomode a imagem de que cariocas andem por aí armados, prontos para um tiroteio, a cena concentra tudo o que se pode esperar de produções do gênero: diálogos simples, tensão permanente, violência explícita e virilidade robótica dos protagonistas.

Tudo sob medida para um tipo público masculino jovem, fissurado em filmes de ação e carrões velozes.

Público fiel, aliás, que lotou as salas de cinema americanas que exibiram o filme, dando a ele um faturamento de 83,6 milhões de dólares só no primeiro fim de semana, fazendo desta sequência não só a mais rentável da franquia, mas a melhor estreia do ano nos EUA, batendo a animação "Rio" (do brasileiro Carlos Saldanha), então em primeiro lugar.

Com um orçamento de cerca de 125 milhões de dólares, o filme também deu novo fôlego ao seu distribuidor, Universal Pictures, e à indústria cinematográfica em geral, que vê seu faturamento diminuir ano a ano.

Para os que acompanharam os filmes anteriores, um agrado dos roteiristas Chris Morgan e Gary Scott Thompson foi o de reunir os personagens da série e respeitar a narrativa histórica.

Assim, esta produção tem início com a fuga de Dominic (Diesel), preso na última sequência, armada por sua irmã Mia (Jordana Brewster) e Brian (Paul Walker), agora, ex-policial e fugitivo.

Em busca de um antigo parceiro de trambiques, Vince (Matt Schulze), o trio viaja ao Rio de Janeiro, onde consegue um trabalho para roubar carros de um trem. O negócio dá errado e eles passam a ser inimigos do chefe do crime carioca, Reyes (o ator português Joaquim de Almeida, de "O Xangô de Baker Street"), tão caricato quanto os policiais corruptos ao seu lado.

A situação se complica quando o governo norte-americano envia uma equipe de soldados de elite para buscar os criminosos, liderada pelo truculento Hobbs (Dwayne Johnson, de "Escorpião Rei").   Continuação...

 
<p>Vin Diesel (esq), Elsa Pataky e Paul Walker (dir)na estreia de "Velozes e Furiosos 5" em Marselha, na Fran&ccedil;a. 28/04/2011 REUTERS/Jean-Paul Pelissier</p>