Primeiro leilão de nu de Francis Bacon pode render US$15 milhões

sexta-feira, 6 de maio de 2011 16:03 BRT
 

LONDRES (Reuters Life!) - Uma obra-prima de Francis Bacon pintada no auge do relacionamento do artista britânico com um ex-piloto de bombardeiro da 2a Guerra Mundial está prevista para render até 9 milhões de libras (15 milhões de dólares) quando for a leilão pela primeira vez, em junho, anunciou nesta sexta-feira a casa de leilões Sotheby's.

O óleo sobre tela "Crouching Nude" (Nu agachado), pintado por Bacon em 1961, é uma de suas pinturas em grande escala e é elogiado por sua atmosfera tenebrosa e agourenta, mostrando uma modelo nua que dá um sorriso grotesco.

"Ao lado de Picasso, Bacon é um dos maiores artistas do pós-guerra, e seu 'Crouching Nude', de 1961, é uma pintura magnífica que resume o trabalho do artista nesse momento importante de sua carreira", disse Oliver Barker, da Sotheby's.

"Dentro de suas superfícies pintadas notáveis, esta obra contém todo o mistério fugidio que era inerente ao método de trabalho de Bacon. Prevemos que esta tela seja fortemente disputada por colecionadores de todo o mundo dotados de discernimento."

Bacon nunca usava modelos vivos em suas obras-primas existenciais, recorrendo em vez disso a recortes, fotos e à memória dos rostos e corpos de pessoas à sua volta.

O piloto Peter Lacy foi uma dessas fontes de inspiração do pintor, com quem manteve um relacionamento intempestivo até sua morte por coma alcoólico em 1962, sobre a qual Bacon foi informado por um telegrama na véspera de sua retrospectiva daquele ano.

"Crouching Nude" fez parte da retrospectiva viajante de 90 trabalhos inaugurada na Galeria Tate em maio de 1962, como uma das telas mais recentes e notáveis de Bacon. Será leiloada pela Sotheby's em Londres em 29 de junho.

(Reportagem de Nia Williams)