Lindsay Lohan começa a cumprir prisão domiciliar

quinta-feira, 26 de maio de 2011 16:59 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - A atriz Lindsay Lohan entregou-se às autoridades carcerárias de Los Angeles na manhã desta quinta-feira e começou a cumprir sua pena por furto de jóia em prisão domiciliar, disseram autoridades.

Lohan, de 24 anos, compareceu a uma cadeia de Los Angeles às 5h da quinta-feira, segundo documentos oficiais.

O porta-voz da polícia de Los Angeles Steve Whitmore disse à revista People que foi considerado que Lohan tem condições de cumprir sua pena em prisão domiciliar, de modo que ela recebeu uma tornozeleira de monitoramento eletrônico e foi levada para sua casa em uma hora para começar a cumprir sua pena.

"Ela agora está confinada ao interior de sua residência em todos os momentos", disse Whitmore à People.

Não foi possível obter declarações imediatas do advogado de Lohan.

A atriz de "Meninas Malvadas" foi sentenciada a quatro meses de prisão e 480 horas de serviço comunitário, depois de não ter contestado a acusação de ter furtado um colar de ouro de 2.500 dólares de uma loja em janeiro.

Segundo autoridades, ela deve ficar 35 dias em prisão domiciliar, sendo beneficiada por programas para infratores não violentos, por bom comportamento e em função da superlotação das cadeias da cidade.

Lohan já começou a prestar seu serviço comunitário em um presídio feminino.

Nos últimos quatro anos, depois de ser presa em 2007 por dirigir embriagada e estar de posse de cocaína, Lindsay Lohan vem entrando e saindo da prisão e de programas de reabilitação de dependentes de drogas e álcool.

Seus problemas atrapalharam sua carreira em Hollywood, antes promissora, mas em abril ela foi escolhida para atuar em um filme sobre o chefão mafioso nova-iorquino John Gotti, ao lado dos atores Al Pacino e John Travolta.

(Reportagem de Jill Serjeant)

 
Lindsay Lohan chega para uma audiência em Los Angeles. Lohan entregou-se às autoridades carcerárias de Los Angeles na manhã desta quinta-feira e começou a cumprir sua pena por furto de jóia em prisão domiciliar, disseram autoridades. Foto de Arquivo. 22/04/2011 REUTERS/Phil McCarten