Broadway sofre críticas por premiar atores de Hollywood

segunda-feira, 30 de maio de 2011 12:19 BRT
 

Por Suzy Evans

NOVA YORK (Back Stage) - Todos os anos, as celebridades de Hollywood fazem suas aparições nos palcos da Broadway, roubando a cena dos tradicionais atores de teatro.

Os Tony Awards, que serão entregues em 12 de junho, são a principal premiação dos atores de teatro, famosos ou não, e muitos artistas menos conhecidos estão se preocupando que a importância do prêmio está diminuindo à medida que os astros de cinema estão começando a levar as estatuetas para casa.

A cerimônia do ano passado, repleta de grandes astros de Hollywood, desanimou muitos atores de Nova York, inclusive Hunter Foster, que começou um grupo no Facebook chamado "Give the Tonys Back to Broadway!!" (Devolva os Tonys à Broadway!!) em uma tentativa de combater o efeito Hollywood.

Com um grupo de mais de 9 mil membros, Foster espera restaurar o valor dos Tonys como balizador de esperanças para a nova geração de atores de teatro.

Ainda não é certo que atores de teatro, como sua irmã, Sutton Foster -- indicada neste ano por seu papel em "Anything Goes" -- irão desaparecer da Broadway no futuro se os Tonys continuarem premiando os astros de Hollywood.

Muitos atores que estão na Broadway -- como Al Pacino, indicado deste ano por "O Mercador de Veneza" -- começaram suas carreiras no palco, apesar de a maior parte de seu sucesso ser consequência de seus filmes.

"Eu trabalhei muito para chegar onde estou, então eu entendo essa dificuldade", disse a atriz Scarlett Johansson -- um dos quatro nomes de Hollywood a vencer um Tony em 2010 -- ao BroadwayWorld.com no ano passado. "Se alguém é escolhido para o elenco porque tem um nome, mas não é adequado para o papel, então, isso é muito frustrante".

Especialistas e atores concordam, no entanto, que celebridades são necessárias para que alguns produtores possam financiar suas produções, e um ator famoso traz empregos mais estáveis para os atores de Nova York.

Neste ano, a lista de indicados não conta com muitos dos grandes nomes da temporada -- como Chris Rock, Robin Williams, Ben Stiller, e Daniel Radcliffe.

David Sheward, editor executivo da Back Stage que vota nos Tonys, disse em seu blog que a escassez de grandes nomes entre os indicados poderia ser uma resposta da comissão à reação negativa no ano passado.