Morre Jack Kevorkian, o "Doutor Morte"

sexta-feira, 3 de junho de 2011 14:37 BRT
 

Por Bernie Woodall

DETROIT (Reuters) - O defensor do suicídio assistido Jack Kevorkian, conhecido como "Doutor Morte" por ter ajudado mais de cem pessoas a pôr fim a suas vidas, morreu na manhã da sexta-feira aos 83 anos, informou seu advogado.

Kevorkian morreu no Hospital Beaumont, em Royal Oak, Michigan, onde tinha passado cerca de 15 dias hospitalizado por problemas cardíacos e renais, disse Mayer Morganroth, advogado e amigo de Kevorkian.

Kevorkian, que era patologista, já estudava a morte e o morrer muito tempo antes de tornar-se defensor da morte assistida, atravessando o Michigan em uma van Volkswagen enferrujada na qual transportava sua máquina para ajudar pessoas doentes a pôr fim a suas vidas.

Ele lançou sua campanha em favor do suicídio assistido em 1990, deixando uma doente de Alzheimer matar-se com a máquina que ele criou. Derrotou promotores do Michigan quatro vezes antes de ser condenado por homicídio em segundo grau em 1999.

Kevorkian cumpriu oito anos de prisão por homicídio em segundo grau e ganhou liberdade condicional em 2007. Como condição de sua libertação, comprometeu-se a não auxiliar em mais suicídios.

Ele foi condenado depois de ir ao ar um programa da CBS News que o mostrou dando drogas letais a um homem de 52 anos que sofria da doença de Lou Gehrig, ou esclerose amiotrófica lateral debilitante.

 
Jack Kevorkian nos Globos de Ouro em Beverly Hills, na Califórnia, em janeiro. O defensor do suicídio assistido, conhecido como "Doutor Morte" por ter ajudado mais de cem pessoas a pôr fim a suas vidas, morreu na manhã da sexta-feira aos 83 anos, informou seu advogado.
 16/01/2011 
REUTERS/Danny Moloshok