Astro da série "Gunsmoke", James Arness morre aos 88 anos

sexta-feira, 3 de junho de 2011 17:17 BRT
 

Por Steve Gorman

LOS ANGELES (Reuters) - O ator James Arness, que personificou o alto e duro xerife do velho oeste em "Gunsmoke", uma das séries mais longas na história da televisão dos Estados Unidos, morreu aos 88 anos na sexta-feira.

Arness, nascido em Minneapolis e irmão mais velho do falecido ator Peter Graves, morreu de causas naturais em sua casa em Los Angeles, disse a sua ex-agente Trina Kaye.

Arness era mais conhecido pelos seus 20 anos interpretando na TV Matt Dillon, um xerife na empoeirada cidade Dodge, no Kansas, no velho oeste dos EUA. Ele foi indicado para o papel pelo seu amigo e mentor no showbiz, o astro de filmes John Wayne.

Quando "Gunsmoke" deixou de ser transmitida pela CBS em 1975, Arness tinha estabelecido o recorde de papel interpretado por mais tempo por um único ator em horário nobre.

O feito seguiu único até que Kelsey Grammer conseguiu empatar o recorde 20 anos depois ao interpretar o psiquiatra Frasier Crane em duas comédias na NBC: "Cheers" e "Frasier."

"Gunsmoke", que nasceu na rádio CBS em 1952 com William Conrad como a voz de Matt Dillon, estreou na TV como a primeira de uma onda de séries adultas sobre o velho oeste que buscava retratar pistoleiros e vaqueiros de maneira que agradasse aos telespectadores mais velhos, em vez dos jovens.