Rihanna diz que videoclipe "Man Down" dá poder às mulheres

sábado, 4 de junho de 2011 15:31 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - A cantora de R&B Rihanna defendeu o polêmico videoclipe que mostra a cantora atirando em um homem dizendo que é uma mensagem para dar mais poder às meninas.

"Man Down" tem Rihanna atirando para matar um homem que aparece no vídeo tentando abusá-la sexualmente no dia anterior.

O grupo Parents Television Council, a campanha Enough is Enough e o instituto Industry Ears criticaram o vídeo, alegando que mostra um assassinato calculado que vai encorajar mulheres jovens a serem violentas.

Rihanna disse à Black Entertainment Television (BET) na quinta-feira que "Man Down" trata de estupro. Em 2009, a cantora de 23 anos foi vítima de violência física pelo então namorado, o cantor Chris Brown.

"Estupro acontece em todas as partes do mundo e nós continuamos escondendo e agindo como se não acontecesse", disse Rihanna na entrevista para a BET.

"As meninas ganham mais poder com isso ... Estou muito impressionada com o fato de os meus fãs entenderem. Isso era muito importante para mim, é uma história para eles", disse.

Ela afirmou ainda à BET, que também foi criticada por levar o vídeo ao ar, que a mulher que ela interpreta não é "uma assassina fria" e que ela mostra remorso pelo assassinato.

"Eu não queria fazer um vídeo polêmico. Queria fazer um mini-filme, algo visceral e artístico."

 
A cantora Rihanna se apresenta em programa da TV NBC, em Nova York. 27/05/2011 REUTERS/Brendan McDermid