Musical "The Book of Mormon" é grande vencedor dos prêmios Tony

segunda-feira, 13 de junho de 2011 10:34 BRT
 

Por Chris Michaud

NOVA YORK (Reuters) - O irreverente musical "The Book of Mormon", uma afetuosa paródia sobre os mórmons, elaborada pelos criadores do programa de TV "South Park", arrebatou os principais prêmios -- nove, no total -- na cerimônia de entrega dos Tony Awards, a premiação da Broadway nos Estados Unidos, realizada no domingo.

A peça, que é um sucesso, sobre dois jovens missionários mórmons que nos dias de hoje são enviados a Uganda ganhou alguns dos principais prêmios da noite, incluindo melhor musical, partitura, libreto, direção e atriz protagonista, na cerimônia de premiação de peças e musicais da Broadway.

"Nós conseguimos isto porque todos nós secretamente queríamos ter uma grande e feliz família mórmon, e agora nós temos", disse o co-criador Trey Parker no palco, antes de agradecer, fazendo piada, a seu "parceiro na elaboração" do musical", o falecido Joseph Smith Jr., que fundou a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (Mórmon). "Você conseguiu Joseph, você ganhou o Tony", disse Parker.

"War Horse", obra britânica levada à Broadway, adaptada por Nick Stafford de um romance do mesmo nome, de 1982, ganhou um total de cinco prêmios, incluindo melhor peça. A produção usa bonecos para contar a história da 1a Guerra e a busca de um soldado para encontrar seu cavalo e levá-lo para casa.

A atriz Frances McDormand ganhou o prêmio de melhor atriz no papel de uma dura mãe solteira, na peça "Good People". Ao agradecer seu primeiro Tony, ela previu que o papel se tornaria um "clássico americano" e acrescentou, enfaticamente: "Amo meu trabalho".

Mark Rylance venceu Al Pacino na disputa de melhor ator, com a peça "Jerusalem". Em vez de fazer o tradicional discurso de agradecimento, recitou um trecho de um obscuro poeta do Meio Oeste dos EUA - como já havia feito quando ganhou o Tony em 2008.

Os prêmios foram entregues no Beacon Theatre, em Nova York, numa cerimônia televisionada, conduzida pelo ator Neil Patrick Harris.

Entre os outros prêmios estão o de melhor remontagem de uma peça, para "The Normal Heart", que foca a crise da aids e havia estreado em 1985. Levou três prêmios, incluindo os dos atores Ellen Barkin e John Benjamin Hickey.

Outra remontagem, "Anything Goes", também conquistou três troféus, incluindo o de melhor atriz em um musical, para Sutton Foster. O ator John Larroquette foi premiado como o melhor protagonista, pelo musical "How to Success in Business Without Really Trying".

Mas foi "The Book of Mormon" que dominou a noite. Tinha 14 indicações e por pouco não bateu o recorde de Mell Brooks, cujo musical "The Producers" conquistou 12 Tonys após a estréia, em 2001.