Herdeira da L'Oreal, Liliane Bettencourt, precisa de tutor legal

terça-feira, 14 de junho de 2011 12:00 BRT
 

PARIS (Reuters) - Uma equipe médica recomendou a nomeação de um tutor legal para cuidar dos assuntos da herdeira da L'Oreal Liliane Bettencourt, de 88 anos, cuja fortuna é objeto de uma prolongada batalha judicial, informou um jornal francês na terça-feira.

O jornal Le Monde citou as avaliações médicas feitas em novembro e que foram apresentadas a um tribunal francês no mês passado, segundo as quais Bettencourt, a mulher mais rica da França, sofre de uma "deterioração de suas capacidades físicas e mentais".

A empresa gigante de cosméticos L'Oreal não quis comentar a informação, confirmada pelos advogados da filha da multimilionária, Françoise Meyers-Bettencourt, que vem procurando colocar sua mãe sob tutela judicial.

Françoise Meyers-Bettencourt alegou no ano passado que sua mãe estava sendo explorada por um amigo, o fotógrafo de celebridades François-Marie Banier.

A disputa gerou dúvidas quanto à solidez no longo prazo dos Bettencourt como acionistas majoritários da L'Oreal e deu lugar a investigações sobre financiamento político na França no ano passado.

Mãe e filha disseram em dezembro que haviam feito as pazes, pondo fim a três anos de desentendimento. Mas as diferenças voltaram na semana passada, quando Meyers-Bettencourt assegurou que sua mãe continuava a ser manipulada por pessoas à sua volta.

Um advogado que trabalha para Meyers-Bettencourt disse à Reuters: "Confirmamos o que o Le Monde escreveu e não vamos fazer nenhum outro comentário."

(Reportagem de Sophie Louet e Vicky Buffery)