ESTREIA-Documentário sobre Mamonas recupera trajetória da banda

quinta-feira, 16 de junho de 2011 10:33 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Uma das bandas de maior sucesso da música brasileira, os Mamonas Assassinas são o tema do documentário de Claudio Khans, que tem como alvo os fãs dos músicos. É um documentário para eles, não se pode negar, mas também é uma viagem numa máquina do tempo para meados da década de 1990, quanto o mundo ainda parecia mais inocente.

"Mamonas Pra Sempre" traz material de arquivo dos músicos, entrevistas com familiares e pessoas que trabalharam com eles, como o produtor musical Rick Bonadio e o empresário Samy Elia, além da namorada de Dinho na época, a modelo Valeria Zopello. O documentário não traz nenhum material novo, nenhuma revelação, mas pode trazer descobertas para um público que não era nem nascido quando a banda acabou.

Existe, e isso é inegável, um fenômeno que dura até hoje. Talvez pelo humor sem limites que desafia o politicamente correto, ou mesmo porque as músicas são para lá de pegajosas. Mas, de qualquer forma, os Mamonas Assassinas, cujas origens estão na banda Utopia, tornaram-se um fenômeno em menos de um ano -- embora pareça bem mais, entre outubro de 1995 e março de 1996, quando sofreram o acidente aéreo.

"Mamonas Pra Sempre" é um filme até comportadinho tendo em vista que seu tema é uma banda conhecida pela irreverência. O documentário, ao contrário, é bem reverente. Quando toca num assunto mais sério, evita se aprofundar.

O acidente com os Mamonas em 1996 transformou-se num verdadeiro circo eletrônico, com direito a disputa de pontos no Ibope em troca de imagens fortes. Não que o documentário precisasse se render ao mesmo estratagema, mas o longa aborda a questão apenas de passagem.

(Por Alysson Oliveira, do Cineweb)

* As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb