Um em cada 3 americanos se arrependeu do que escreveu na Web

sexta-feira, 17 de junho de 2011 19:25 BRT
 

Por Richard Chang

NOVA YORK, 17 de junho (Reuters Life!) - O ex-deputado democrata norte-americano Anthony Weiner, pressionado a renunciar depois de se envolver num escândalo sexual pela Internet, não está sozinho. Um em cada três norte-americanos disse ter tuitado ou publicado algo na Internet de que se arrependeu mais tarde.

O número cresce para 54 por cento para pessoas abaixo de 25 anos, e donos de smartphones são duas vezes mais propensos a publicar algo de que se arrependerão, segundo uma nova pesquisa.

"A informação publicada pelas pessoas no Twitter e no Facebook pode, facilmente, ter vida própria", disse Jennifer Jacobson, analista de mídias sociais da Retrevo.com, site de análise de eletrônicos e compras que realizou a pesquisa.

"Você não conhece sempre quem segue você na Internet e praticamente qualquer pessoa pode copiar sua publicação, salvá-la e compartilhá-la com o mundo todo", disse.

Weiner renunciou do cargo na quinta-feira após admitir ter enviado fotos sensuais de si mesmo para mulheres na Internet. Ele é o terceiro membro do congresso dos EUA a renunciar este ano devido a um escândalo sexual.

A pesquisa, que entrevistou mil pessoas, mostrou que as publicações que causam arrependimento cresceram em relação ao ano passado. Três por cento dos participantes afirmou que um tuite ou publicação havia arruinado seu casamento ou relacionamento, enquanto seis por cento afirmou que ela causou problemas em casa ou no trabalho.

Jacobson disse que a pesquisa ressalta os perigos das mídias sociais entre pessoas que sentem que precisam estar conectadas o tempo todo. Embora algumas publicações problemáticas possam ser apagadas ou remediadas, algumas pessoas veem o controle dos danos como algo desafiador, se não impossível.

Cerca de 51 por cento dos donos de iPhones publicaram algo de que se arrependeram, seguidos por 45 por cento dos usuários de BlackBerrys e 43 por cento dos donos de aparelhos com Android.

 
O ex-deputado democrata norte-americano Anthony Weiner, pressionado a renunciar depois de se envolver num escândalo sexual pela Internet, fala com jornalistas em Nova York, 6 de junho de 2011. Como Weiner, um em cada 3 norte-americanos americanos se arrependeu do que escreveu na Internet. 06/06/2011 REUTERS/Brendan McDermid