Morre mineira de 114 anos que era pessoa mais velha do mundo

terça-feira, 21 de junho de 2011 11:51 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Maria Gomes Valentin, mineira que foi declarada a pessoa mais velha do mundo pelo Guinness World Records em maio, morreu na madrugada desta terça-feira, aos 114 anos de idade, informou o hospital em Carangola (MG) onde ela estava internada.

A brasileira, conhecida carinhosamente como "Vó Quita", recebeu o título de cidadã mais velha do mundo em 18 de maio, depois que seus documentos foram confirmados pelo Guinness, superando o recorde anterior da norte-americana Besse Cooper.

Ela foi internada na tarde de domingo, com quadro de pneumonia grave e consequente insuficiência respiratória aguda, segundo a Casa de Caridade de Carangola.

"Apesar da imediata utilização de todos os recursos preconizados à abordagem da patologia, evoluiu com falência orgânica múltipla e veio a falecer na madrugada do dia 21/06/2011, às 04h15", informou o hospital em comunicado.

Maria Gomes Valentim nasceu em 9 de julho de 1896 em Carangola, onde morou por toda a vida. Casou-se com João Valentim em 1913 e ficou viúva em 1946. Tiveram um filho, quatro netos, sete bisnetos e cinco trinetos, segundo o Guinness.

Ela atribuía sua longevidade a uma alimentação saudável, que incluía pão, café e frutas pela manhã e às vezes leite com linhaça. Com bastante força nas suas mãos, ela ainda conseguia comer sozinha e de vez em quando gostava de tomar vinho, segundo o Guinness.

Na época em que o título foi concedido à "Vó Quita", a brasileira era 48 dias mais velha que a antiga dona da marca de pessoa mais velha do mundo, a norte-americana Besse Cooper, de Monroe, Georgia.

Maria Gomes Valentim ia completar 115 anos no próximo mês.

(Por Yukari Sekine)

 
Maria Gomes Valentim, de 114 anos, em sua cama em Carangola (MG), em maio. A mineira que foi declarada a pessoa mais velha do mundo pelo Guinness World Records morreu na madrugada desta terça-feira, informou o hospital onde ela estava internada.
19/05/2011 REUTERS/Ana Carolina Fernandes