Peter Falk, ator do seriado "Columbo", morre aos 83 anos

sexta-feira, 24 de junho de 2011 16:52 BRT
 

Por Bob Tourtellotte

LOS ANGELES (Reuters) - Peter Falk, ator premiado com o Emmy que representou o investigador policial distraído mas astuto Columbo no seriado de sucesso dos anos 1970 "Columbo", morreu, anunciou na sexta-feira um advogado de sua família.

"Peter Falk, ator de 83 anos indicado ao Oscar e astro do seriado de TV 'Columbo', morreu pacificamente em sua casa em Beverly Hills na noite de 23 de junho de 2011", segundo comunicado divulgado pelo advogado.

Como muitos atores de sua geração, Falk iniciou a carreira no teatro, aperfeiçoando sua arte na escola, no teatro comunitário e em espetáculos off-Broadway. No final dos anos 1950 ele começou a atuar em produções da Broadway e, pouco depois, passou para Hollywood.

Ele ficou conhecido no cinema primeiramente em "Assassinato S.A.", de 1960, no papel coadjuvante de um assassino no meio de uma quadrilha de criminosos, mas foi sua atuação em um papel do outro lado da lei - como o tenente de polícia Columbo - que o levou ao superestrelato.

O olho direito de Falk foi removido cirurgicamente quando ele era criança, em função de um tumor maligno, e substituído por um olho de vidro. Essa deficiência se tornaria a grande marca registrada física do ator em "Columbo", na medida em que intensificava a imagem esdrúxula e desleixada do detetive.

Mas as perguntas do policial sempre levavam o assassino a revelar quem realmente era, e Columbo sempre capturava o vilão da história. O seriado estreou em 1971 e fez sucesso enorme. Continuou a ser exibido na TV por muitos anos e ainda rendeu vários filmes feitos para a TV, mais tarde na vida do ator.

Peter Falk deixa sua mulher, Shera, com quem ficou casado por 34 anos, e duas filhas de um casamento anterior.

(Reportagem adicional de Alex Dobuzinskis e Steve Gorman)