27 de Junho de 2011 / às 14:52 / 6 anos atrás

Beyonce realiza sonho e leva fãs ao delírio em Glastonbury

Por Mike Collett-White

PILTON, Inglaterra (Reuters) - A popstar norte-americana Beyonce Knowles realizou seu sonho no domingo, levando uma multidão enorme ao delírio com canções velhas e novas no encerramento do Festival de Música de Glastonbury deste ano.

A cantora de 29 anos de idade de “Crazy in Love” fez sua estreia em um dos maiores eventos mundiais de música ao vivo, três anos depois de seu marido, Jay-Z, ter desmentido os céticos com um show que ajudou a incluir o hip-hop no mapa de Glastonbury.

“Quero que vocês todos saibam neste momento que estão assistindo a meu sonho”, disse Beyonce a dezenas de milhares de pessoas que se apertavam diante do palco Pyramid, o principal do festival. Um dos presentes no público era Jay-Z.

“Eu sempre quis ser uma estrela do rock, e nesta noite somos todos estrelas do rock. Quero que esta noite vocês se percam na música.”

A entrada de Beyonce foi alardeada com fogos de artifício, e depois disso ela produziu mais emoção sobre o palco para animar os fãs que tinham passado três dias enfrentando chuva e lama para assistir a seus artistas favoritos.

Usando casaquinho curto de paetês dourados, Beyonce cantou uma série de sucessos, começando com “Crazy in Love” e incluindo “Single Ladies (Put a Ring On It)” e “Naughty Girl”.

“Ainda não consigo acreditar que estou cantando em Glastonbury”, disse ela a um mar de fãs enlouquecidos.

Beyonce mostrou energia igual a seus dançarinos, em um show cheio de dinamismo que só caiu um pouco quando ela apresentou canções de seu novo álbum, “4”, a ser lançado este mês.

Houve gestos de reconhecimento a Annie Lennox com “Sweet Dreams (Are Made of This)”, a Prince com uma versão ultra-lenta de “The Beautiful Ones”, a Lady Gaga com o dueto delas “Telephone” e a sua antiga banda, Destiny’s Child, com uma fusão de sucessos dela.

BANHOS DE LAMA E PROTESTOS

Este ano cerca de 180 mil pessoas assistiram ao festival na fazenda Worthy, no pitoresco sudoeste da Inglaterra, e o que vai ficar na memória delas será a lama.

As chuvas pesadas da sexta-feira e dos dias anteriores converteram a fazenda de 364 hectares em um gigantesco lamaçal. No domingo, porém, o sol apareceu, fez calor forte, e as capas de chuvas foram trocadas por biquínis.

A banda U2, atração principal da noite de sexta-feira, impressionou críticos ao apresentar uma série de seus maiores sucessos, mesmo sob chuva pesada.

Um grupinho de pressão chamado Art Uncut soltou no ar um balão grande com os dizeres “U Pay Tax 2?” (O U2 também paga impostos?), protestando contra a decisão tomada pela banda alguns anos atrás de transferir suas operações da Irlanda para a Holanda, para finalidades tributárias.

Manifestantes afirmaram ter sido maltratados por guardas de segurança que os obrigaram a tirar o balão do ar, mas o fundador do festival, o fazendeiro Michael Eavis, minimizou as críticas, dizendo que a história foi exagerada.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below