Lama rivaliza com música no Festival de Glastonbury

segunda-feira, 27 de junho de 2011 12:25 BRT
 

Por Mike Collett-White

PILTON, Inglaterra (Reuters) - A lama ficará como recordação tão forte quanto a música no Festival de Glastonbury deste ano, em que U2, Coldplay e Beyonce foram as atrações principais e 180 mil pessoas enfrentaram barro e chuva para ouvir seus grupos e artistas favoritos.

Chegar de um palco a outro na fazenda de 364 hectares no sudoeste da Inglaterra em que o festival foi realizado era um empreendimento trabalhoso, obrigando as pessoas a andar no "passo de zumbi".

Mesmo assim, muitos fã usando botas de chuva ficaram entalados na lama e dezenas acabaram estatelados no chão, com os rostos mergulhados na lama.

A paciência do público foi recompensada, e as capas de chuva foram trocadas por biquínis quando o sol saiu no sábado e domingo, facilitando os deslocamentos pela fazenda.

"Acho que a recordação principal será a lama", disse Matt Bennett, fã de 20 e poucos anos, sentado no palco Other para curtir o sol quente.

Sua amiga Amy Mortimer acrescentou: "Você se acostuma com a lama, e, quando o sol apareceu, pudemos nos concentrar na música."

Michael Eavis, fundador de Glastonbury e dono da pitoresca fazenda de vacas leiteiras onde o festival é realizado na maioria dos anos desde a década de 1970, elogiou o estoicismo do público do festival.

"Conseguimos sobreviver, mesmo sob as condições mais adversas", disse ela a repórteres. "Depois de 41 anos, somos sobreviventes."   Continuação...

 
Pessoas deixam o festival de Glastonbury, na fazenda Worthy, em Somerset. A lama ficará como recordação tão forte quanto a música no Festival de Glastonbury deste ano, em que U2, Coldplay e Beyonce foram as atrações principais e 180 mil pessoas enfrentaram barro e chuva para ouvir seus grupos e artistas favoritos.
27/06/2011  REUTERS/Cathal McNaughton