Revista Newsweek "ressuscita" princesa Diana em sua capa

terça-feira, 28 de junho de 2011 19:21 BRT
 

Por Jill Serjeant

LOS ANGELES (Reuters) - A princesa Diana "ressuscitou" na capa da nova edição do semanário Newsweek, numa foto que imagina como ela estaria se tivesse chegado aos 50 anos - idade que completaria na próxima sexta-feira.

A foto e a reportagem - que especula que Diana teria voltado a se casar duas vezes, usaria botox e ficaria ligeiramente com ciúmes da sua nova nora, Kate Middleton - causaram principalmente urros de indignação ao chegar às bancas dos EUA, na mesma semana em que o príncipe William e Kate iniciam uma visita oficial à América do Norte.

"Chocante, brilhante ou simplesmente vulgar?", questionou o Los Angeles Times.

O blog Mediaite.com, especializado em jornalismo, considerou a ideia "desrespeitosa em muitos níveis", enquanto a The Atlantic Wire saiu com a manchete: "Quão horripilante é o fantasma da princesa Diana?".

A britânica Tina Brown, editora-chefe da Newsweek e autora de uma popularesca biografia da princesa lançada em 2007, imagina na reportagem que Diana - se não tivesse morrido num acidente de carro em 1997 em Paris - teria se mudado para Nova York, continuaria "linda", ficaria amiga do seu ex-marido, o príncipe Charles, e da atual mulher dele (e antiga rival de Diana), Camilla, e teria 10 milhões de seguidores no Twitter.

Mas foi a foto da capa - digitalmente manipulada, mostrando Diana ainda magra e chique, mas ligeiramente enrugada - que mais causou ultraje. Diana aparece andando ao lado da nora, que está sorridente e com olhar de admiração.

"Ah, isso é TÃO de mau gosto... Deixem a pobre mulher descansar em paz... Se eu fosse parente dela, estaria muito ofendida e chateada com isso", escreveu uma mulher na página de comentários da Newsweek. Outros leitores disseram que cancelariam suas assinaturas da revista.