Ex-editora de tabloide britânico é presa em escândalo de grampos

domingo, 17 de julho de 2011 14:21 BRT
 

Por Mohammed Abbas

LONDRES (Reuters) - Rebekah Brooks, ex-editora do jornal News of the World, que já foi executiva de confiança de Rupert Murdoch, foi presa neste domingo como parte de investigação sobre grampos ilegais e suborno da polícia, disseram fontes que acompanham a situação.

Várias fontes próximas ao caso afirmaram que Rebekah Brooks estava sendo interrogada como parte das investigações sobre as escutas ilegais e suborno de policiais no tabloide que ela editou.

O News of the World, que publicou a sua última edição há uma semana, é acusado de grampear milhares de telefones, incluindo o de uma estudante assassinada. Brooks, 43, tem dito que não sabia sobre as supostas escutas.

Ela se demitiu na sexta-feira do cargo de presidente-executiva da News International, numa tentativa de aliviar a pressão sobre o império de mídia de Murdoch.

O advogado de Brooks afirmou à Reuters que ela havia ido a uma delegacia londrina para ajudar a polícia na investigação. Ele não quis entrar em detalhes.

Uma fonte importante da News International afirmou que a companhia estava surpresa com a prisão, pois não tinha indicações de que isso poderia acontecer.

Brooks, Murdoch e James, filho do empresário, serão ouvidos no Parlamento britânico na terça-feira.

No fim semana, Murdoch quebrou o silêncio ao publicar pedidos de desculpa nos jornais. Políticos britânicos querem que o controle do empresário sobre a mídia britânica seja enfraquecido.   Continuação...

 
A ex-editora do jornal News of the World, Rebekah Brooks, chega ao apartamento de Rupert Murdoch, no centro de Londres. Brooks foi presa neste domingo como parte de investigação sobre grampos ilegais e suborno da polícia, segundo fontes que acompanham a situação.
Foto de Arquivo 10/07/2011 REUTERS/Olivia Harris/files