Estilista japonesa cria vestido inflado com balões

terça-feira, 9 de agosto de 2011 11:36 BRT
 

TÓQUIO, 9 de agosto (Reuters Life!) - A última moda em vestidos de uma estilista japonesa é ultraleve, transparente e vem com um alerta inusitado: cuidado com as agulhas. Esse vestido é feito de bexigas -- 200 delas, para ser exato.

A criação cristalina é o último lançamento da costura em balões da artista Rie Hosokai, que venceu prêmios internacionais no festival anual de balões "The Millennium Jam", na Bélgica, por sua habilidade em torcer e tecer brinquedos leves de látex em formato de vestidos.

"Existem bexigas de latitude e longitude que são entrelaçadas, então é muito parecido com tecido", disse Hosokai, de 35 anos, ao manipular habilidosamente os balões para um mini-vestido transparente.

Todo o trabalho é feito a mão, e Hosokai disse que pode ser difícil considerar toda a quantidade de ar quanto se ajusta o tamanho e o volume de um vestido.

A vestimenta, usada com roupas de baixo brancas e co-criada pelo marido de Hosokai, Takashi Kawada, foi usada por modelos e fotografadas com um aviso: "Cuidado com as agulhas".

Apesar dos materiais baratos, 7 ienes (0,09 dólares) para cada uma das 200 bexigas usadas, o preço da criação estava bem acima dos mil dólares, refletindo a determinação de Hosokai de afastar o estereótipo de que bexigas são artigos baratos.

A maioria dos vestidos de Hosokai tem preços entre 150 mil e 300 mil ienes (1.930 a 3.860 dólares), mas ela já vendeu um conjunto de vestido, tiara e buquê por 1 milhão de ienes.

Cada vestido dura apenas 24 horas no máximo, antes de começar a desinflar, e algumas mudanças na cor podem ocorrer dependendo da temperatura e da umidade.

Hosokai, que começou sua carreira como florista antes de expandir para a arte com bexigas, abriu seu escritório próprio "Daisy Balloon" há dez anos e espera elevar o perfil da moda e atrair clientes interessados em um vestido alternativo para as festas.   Continuação...