Lixo vira tesouro nas mãos de um artista tailandês

quarta-feira, 10 de agosto de 2011 09:50 BRT
 

BANGCOC (Reuters Life!) - De motos customizadas a estátuas do Yoda, um artista tailandês está montando obras de arte usando sucata de metal dos depósitos de lixo de Bangcoc, reciclando o material para criar seus próprios tesouros.

O ex-escultor de madeira Rungroja Saengwongpaisarn começou a trabalhar com metais em 1996 a pedido de um cliente, mas logo uniu sua paixão pela preservação com sua arte, criando um estilo singular.

"Estamos utilizando metal que foi descartado. Estamos dando nova vida ao material, usando-o para criar arte", disse Rungroja, de 54 anos.

Onde alguns veem lixo, ele vê matéria-prima, resgatando partes velhas de carros e bens domésticos, como panelas wok, junto com sua equipe todos os dias. Os ítens são usados para criar estátuas, modelos e até robôs.

Um antigo guerreiro asiático foi colocado em frente à sua galeria, que também contém um dinossauro, elefantes e um Yoda pensativo.

O ato de reciclar compensou para o escultor, que vende suas obras por valores que variam de 60 dólares a 40 mil dólares, e demoram entre três meses a um ano para serem completadas. Uma de suas criações mais difíceis foi um robô de três metros de altura que pesava 450 quilos.

Encontrar partes para compor a obra imaginada pode ser um desafio.

"O difícil é montar uma escala de cada modelo, como esse", disse Rungroja, exibindo uma pequena moto.

"A cara do modelo é bem meticulosa... Diferentes modelos requerem diferentes tipos de detalhes."

Sua obra mais recente, uma moto chamada "Pre-Alien", é a terceira moto construída pelo artista. Cada uma demora cerca de 3 meses para ser montada, e a última foi vendida para um colecionador japonês por mais de 10 mil dólares.

Rungroja espera que o "Pre-Alien" seja vendido por mais de 15 mil dólares. A moto pesa cerca de 180 quilos e pode atingir velocidades de até 100 quilômetros por hora -- nada mal para um monte de lixo.