Kiss é excluído de show em homenagem a Michael Jackson

terça-feira, 16 de agosto de 2011 20:18 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - A banda Kiss foi excluída da programação de um show na Grã-Bretanha em homenagem a Michael Jackson, depois da notícia de que o vocalista Gene Simmons chamou o falecido "Rei do Pop" de molestador de crianças, causando uma forte reação de fãs do cantor, disseram organizadores na terça-feira.

"Ouvimos os fãs de Michael e somos gratos por termos sido alertados para essas infelizes declarações de Gene Simmons", afirmou o produtor Chris Hunt, responsável pelo show, em nota.

"Diante das circunstâncias, concordamos plenamente que, embora o Kiss seja uma banda que Michael admirava, não temos escolha senão rescindir nosso convite para que eles apareçam no nosso show-tributo."

A banda, famosa por canções como "Rock and Roll All Nite" e "Detroit Rock City", havia sido incluída de última hora na programação do show "Michael Forever", marcado para 8 de outubro em Cardiff, no País de Gales.

Entre as atrações já confirmadas estão Christina Aguilera, Cee Lo Green e Smokey Robinson. O show tem o apoio da mãe de Jackson, Katherine, e dos seus irmãos LaToya, Tito, Jackie e Marlon.

Simmons, 61 anos, conhecido por suas declarações polêmicas, havia no passado criticado Jackson por causa de antigas acusações de pedofilia contra o cantor. Jackson, que morreu em 2009, foi inocentado em 2005 das suspeitas de que teria molestado um menino em seu sítio Neverland.

(Reportagem de Alex Dobuzinskis)

 
Gene Simmons, do "Kiss", participa de jogo da NBA em Los Angeles. Devido a suas declarações sobre Michael Jackson, a banda foi excluída de um show em homenagem ao cantor. 21/02/2011 REUTERS/Danny Moloshok