Repórter preso em Londres irritava celebridades de Hollywood

sexta-feira, 19 de agosto de 2011 09:43 BRT
 

Por Dan Levine, Nichola Groom e Mark Hosenball

SAN FRANCISCO (Reuters) - O jornalista James Desborough, do grupo News Corp, preso na quinta-feira na Grã-Bretanha como parte de um escândalo de espionagem telefônica, acostumou-se a polêmicas na época em que chefiou a sucursal do tablóide News of the World em Hollywood.

A polícia britânica disse ter detido um homem de 38 anos sob suspeita de conspirar para interceptar comunicações, e uma fonte familiarizada com a situação identificou o indivíduo como sendo Desborough, que estaria sendo interrogado por fatos prévios à sua transferência para Los Angeles, em 2009.

Foi a 13a prisão este ano num inquérito que abalou o conglomerado News Corp, pertencente ao magnata Rupert Murdoch, e que teve implicações abrangentes para várias instituições britânicas. Murdoch tirou o News of the World de circulação depois da revelação de que milhares de pessoas haviam tido seus celulares bisbilhotados por jornalistas.

Autoridades norte-americanas estão investigando se os jornalistas do News of the World grampearam caixas postais telefônicas também nos EUA. Por enquanto, não há evidências a esse respeito.

Desborough não pôde ser contatado para dar entrevista na quinta-feira.

Durante o período em que trabalhou nos EUA, Desborough publicou pelo menos duas reportagens polêmicas. Uma delas, em janeiro de 2010, dizia que o casal de atores Brad Pitt e Angelina Jolie estava prestes a se separar; a outra, no mês passado, falava de supostas atividades sexuais do ator e ex-governador da Califórnia Arnold Schwarzenegger.

No primeiro caso, Pitt e Jolie processaram a News Corp e obtiveram uma retratação pública do jornal. Sobre a outra matéria, assessores de Schwarzenegger disseram que seu conteúdo era falso.

Desborough trabalhou no News of the World de 2005 até a desativação da publicação. Em 2009, ele ganhou um prêmio como melhor repórter de variedades do ano na Grã-Bretanha.

O jornalista foi detido na manhã de quinta-feira ao chegar a uma delegacia de Londres à qual havia sido intimado para depor.