Janet Jackson diz que "é muito difícil participar de tributo"

terça-feira, 30 de agosto de 2011 10:49 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - A cantora Janet Jackson disse nesta segunda-feira que não participará do show em homenagem ao seu irmão Michael Jackson porque o evento coincide que o julgamento do médico do astro pop.

"Por causa do julgamento, o momento deste tributo a nosso irmão será muito difícil para mim", disse Janet Jackson em comunicado.

A mãe de Michael, Katherine, e sua irmã LaToya tinham planos para o concerto "Michael Forever Tribute", no País de Gales, na Grã-Bretanha, em 8 de outubro. Mas os irmãos Randy e Jermaine são contra o evento e alguns fãs não estão contentes com a organização.

Christina Aguilera, Cee Lo Green e Smokey Robinson devem ser os destaques do show. Janet Jackson não estava escalada para se apresentar e seus representantes disseram que ela divulgou o comunicado em resposta aos pedidos da mídia sobre sua presença.

O show acontecerá em meio ao julgamento, em Los Angeles, do médico do "Thriller", doutor Conrad Murray, acusado de dar a Michael uma dose letal do anestésico propofol e de fracassar em monitorá-lo, levando à morte do cantor em junho de 2009.

Randy e Jermaine Jackson, junto a vários fã-clubes de Michael, também disseram que o momento do tributo era inapropriado devido ao julgamento, que deve ter os procedimentos iniciados em 27 de setembro.

Conrad Murray se declarou inocente de homicídio involuntário e pode pegar quatro anos de prisão se for condenado.

(Reportagem de Jill Serjeant)

 
Janet Jackson, nos BET Awards de 2009 em Los Angeles. A cantora disse nesta segunda-feira que não participará do show em homenagem ao seu irmão Michael Jackson porque o evento coincide que o julgamento do médico do astro pop. 28/06/2009 REUTERS/Mario Anzuoni