Especial na TV mostra o 11/9 pelo olhar das crianças

terça-feira, 30 de agosto de 2011 18:00 BRT
 

Por Jill Serjeant

LOS ANGELES (Reuters) - Lucas Brody tinha apenas 10 anos quando viu, pela janela da sua casa, em Nova York, as torres gêmeas desmoronarem. Caitlin Langone tinha 12 anos naquele 11 de setembro de 2001, quando seu pai, policial, morreu tentando resgatar vítimas do atentado.

Milhões de outras crianças nos Estados Unidos nem haviam nascido em 2001, ou eram novas demais para se lembrarem -- e compreenderem -- os fatos do 11 de Setembro.

Agora, quando os atentados em Nova York e Washington estão prestes a completar dez anos, as crianças estão finalmente sendo ouvidas, e fazendo perguntas angustiantes.

"É uma história que nem sempre é ouvida -- o 11/9 pela perspectiva infantil. Isso tende a ser ignorado", disse Janice Sutherland, produtora de "Children of 9/11" (Crianças do 11/9), que vai ao ar pela NBC no dia 5.

Dezenas de outros documentários, entrevistas e retrospectivas dos atentados nas TVs norte-americanas marcarão o décimo aniversário dos ataques.

"Children of 9/11" acompanha um ano na vida de 11 crianças que perderam o pai e/ou a mãe nos atentados da Al Qaeda em Nova York, Washington e no voo 93, que caiu nesse dia na Pensilvânia depois de ser capturado por militantes.

Em outro programa, no canal infanto-juvenil Nickelodeon, a premiada jornalista Linda Ellerbee narra os atentados para um público de 6 a 14 anos, uma faixa etária que só conhece esses fatos por ouvir falar. Esse especial, intitulado "What Happened?: The Story of Sept. 11 2001" (O que Aconteceu?: a História do 11 de Setembro de 2001) vai ao na quinta-feira.

Muitos adultos ainda acham doloroso reviver aquele dia e ver as imagens do ataque ao World Trade Center. Mas Ellerbee, de 66 anos, disse que "o barulho em torno do aniversário do 11/9 vai ser alto demais para que a garotada ignore -- e ela receberá muita desinformação."   Continuação...