Casey Anthony pode ter sofrido de convulsão, diz mãe

quarta-feira, 14 de setembro de 2011 09:15 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - Casey Anthony pode ter sofrido de uma convulsão no dia em que sua filha de 2 anos, Caylee, morreu, disse a mãe de Casey em entrevista ao anfitrião de talk show Phil McGraw, que foi ao ar na terça-feira, segundo informações na mídia.

A entrevista exclusiva no "Dr. Phil" com George e Cindy Anthony ocorreu dois meses depois que Casey Anthony foi absolvida da acusação de assassinato da filha Caylee, em 2008, em um julgamento penal sensacionalista na Flórida que conquistou atenção massiva da mídia.

Cindy Anthony disse em entrevista que sua filha sofreu de uma crise epiléptica tônico-clónica generalizada, o que pode explicar seu comportamento durante o tempo em que Caylee estava desaparecida. O tipo de convulsão pode provocar perda de consciência e contrações musculares.

"Eu não sei se ela teve uma convulsão naquele dia e voltou para trás", disse Cindy Anthony no programa, segundo a ABC News.

Cindy Anthony também sugeriu que sua filha pode ter sofrido de um tumor no cérebro ou esquizofrenia pós-parto, possibilidades que McGraw pareceu subestimar depois da entrevista.

McGraw iniciou sua entrevista exclusiva com George e Cindy Anthony perguntando se eles acreditavam que a filha estivesse envolvida na morte da neta.

"Bom, a última pessoa com quem vi Caylee era Casey", disse George no programa, segundo a revista People. "Para mim, na minha cabeça, um mais um dá dois. Ela é responsável por Caylee -- é sua filha."

McGraw pediu para que ele elaborasse e ele respondeu: "Casey, novamente, é responsável por Caylee não importa onde ela estava ou o que aconteceu", afirmou no programa.

Em 2008, Casey Anthony informou que sua filha estava desaparecida e deu um falso depoimento ao dizer que a menina havia sido levada pela babá. Os restos mortais da filha foram encontrados posteriormente na floresta perto da casa da família de Anthony.   Continuação...