Começa em San Sebastián Festival de Cinema "muito espanhol"

sexta-feira, 16 de setembro de 2011 14:35 BRT
 

Por Arantza Goyoaga

BILBAO (Reuters) - A 59a edição do Festival Internacional de Cinema de San Sebastián, que começa na sexta-feira, aposta este ano no cinema espanhol.

Será possível ver até 15 filmes locais entre 16 e 24 de setembro no evento anual que reúne o melhor do cinema mundial. O festival será inaugurado com "Intruders," do diretor Juan Carlos Fresnadillo.

A presença da atriz Glenn Close, que vai receber o prêmio Donostia, dará a nota de glamour a esta edição.

"Será um festival muito espanhol porque, embora haja uma oferta muito heterogênea, destaca, sobretudo, a presença do cinema de casa," disse à Reuters o diretor da competição, José Luis Rebordinos.

"No habrá paz para los malvados," um thriller de Enrique Urbuzi; "Los Pasos Dobles," o novo filme de Isaki Lacuesta; e "La voz dormida," de Benito Zambrano, são os três filmes espanhóis selecionados para disputar a Concha de Ouro.

Além disso, o cinema espanhol tem uma presença destacada na seção Zabaltegi com filmes como "Extraterrestre," de Nacho Vigalondo; "Madrid 1987," de David Trueba, ou a história dirigida por alunos da Escola de Cinema de Catalunha "Puzzled Love."

Mas nem tudo será espanhol, haverá a apresentação de grandes diretores do panorama internacional.

Durante o festival serão exibidos os últimos trabalhos de Terence Davies, Hirokazu Kore-Eda, Arturo Ripstein, Wang Xiaoshuai, Sarah Polley e Julie Delpy, que disputarão a Concha de Ouro e os troféus de prata para melhor diretor, melhor atriz e melhor ator.   Continuação...