Fundação dos EUA dá auxílio de US$ 500 mil por "genialidade"

terça-feira, 20 de setembro de 2011 10:22 BRT
 

CHICAGO (Reuters) - Vinte e dois americanos, incluindo um jornalista de rádio e um treinador esportivo, receberam auxílios sem compromisso por "genialidade", de 500 mil dólares cada, anunciou uma fundação de caridade nesta terça-feira.

Desde que o programa começou em 1981, a Fundação John D. e Catherine T. MacArthur ofereceu auxílios a 850 "associados", com o objetivo de conceder a cientistas, estudiosos, artistas, ativistas e outros os meios e a liberdade para seguir com sua criatividade aonde quer que ela leve.

Comitês de seleção e anônimos decidem quem recebe o auxílio, e os que receberam normalmente nem sabem que estão sendo considerados, explicou a fundação. A ajuda é feita durante um período de cinco anos.

"Este tem sido um ano de grande mudança e desafio extraordinário, e novamente somos lembrados dos potenciais que indivíduos têm para fazer a diferença no mundo e formar nosso futuro", disse o presidente da fundação, Robert Gallucci.

Entre os 22 ganhadores, que variam de um cientista de computação de 29 anos, a um artesão em prata, de 67 anos, está um produtor da rádio WNYC de Nova York que tem uma "grande ideia" para cada programa, usando entrevistas, música e histórias para abordar temas da vida para os ouvintes. O programa costuma ter um tom científico.

Outro que recebeu a ajuda foi um treinador esportivo que fez avanços no diagnóstico, tratamento e prevenção de concussões ligadas ao esporte. Ele ajudou a reconhecer o impacto de concussões múltiplas em jogadores profissionais de futebol americano, criou um exame amplamente usado em campo para ferimentos na cabeça e trabalha com atletas de esportes de contato para mudar a abordagem na hora do ataque.

Poetas, historiadores, músicos, advogados, arquitetos e ativistas também estão entre os que receberam o auxílio.

Descrições dos trabalhos dos ganhadores podem ser vistas no site da fundação (www.macfound.org).

(Reportagem de Andrew Stern)