ESTREIA-"Premonição 5" segue a receita da série, com muita morte

quinta-feira, 22 de setembro de 2011 12:22 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Franquias como "Premonição" não são lá muito conhecidas pela originalidade que imprimem a cada produção. Ao contrário, a cinessérie segue a mesma receita desde sua estreia em 2000. Nela, o protagonista prevê o acidente que vitimará a ele e a seus amigos pouco antes de acontecer e consegue salvar o grupo. O problema é que a morte não gosta de ser enganada e volta para buscar os sobreviventes.

No entanto, a previsibilidade do que vai acontecer é secundária em "Premonição". O que vale o preço do ingresso são as cenas do acidente (de avião, na estrada, na montanha-russa, corrida de carros e, agora, numa ponte) e, claro, as violentíssimas mortes dos personagens, potencializadas na versão 3D. E neste quesito já houve de tudo, desde meninas eletrocutadas durante um bronzeamente artificial, a pessoas empaladas pela bandeira.

Em "Premonição 5" estreando também em versões 3D e dubladas, é o coitado Sam (Nicholas D'Agosto) que tem uma visão sobre a queda da ponte onde seu ônibus está parado. Os ventos fortes fazem a construção vir abaixo, para agonia dos colegas de trabalho de Sam, que morrem das piores formas. Como nas produções que a antecederam, o rapaz consegue salvar seus amigos, sem saber que se trata de um esforço temporário, já que a morte virá buscá-los de qualquer forma.

O quinto filme da franquia, porém, faz uma ligeira mudança na receita para aumentar o conflito dos personagens: se um deles assassinar uma pessoa, ficará com os anos de vida de sua vítima. Isto é, para não morrer, a pessoa deve escolher alguma para a morte levar em seu lugar. Situação que fará Peter (Miles Fisher), o amigo de Sam, enlouquecer, relativizando a moralidade dos personagens.

Como capítulo final, pelo menos por enquanto, "Premonição 5" encerra o ciclo da série com um desfecho auto-elogioso. Até mesmo nos créditos finais, os produtores colocaram as "melhores" cenas de morte de "Premonição".

Embora seja um produto voltado para adolescentes, trata-se de um daqueles típicos filmes de suspense e vísceras que paradoxalmente atraem e repelem os espectadores de todas as idades. Não por acaso, o público torna-se pouco sensível ao horror das mutilações, muitas vezes rindo do azar imposto aos protagonistas. Enfim, é para quem tem estômago forte e passividade diante da crueldade.

(Rodrigo Zavala, do Cineweb)

* As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb

 
Nicholas D'Agosto na estreia de "Premonição 5", em Hollywood, em agosto. 10/08/2011 REUTERS/Mario Anzuoni