Uderzo, criador do Asterix, decide se aposentar

segunda-feira, 26 de setembro de 2011 19:39 BRT
 

PARIS (Reuters) - Albert Uderzo, um dos criadores do personagem de quadrinhos Asterix, o Gaulês - um verdadeiro símbolo nacional da França -, anunciou na segunda-feira que vai se aposentar, aos 84 anos, mas que já encontrou vários sucessores.

O artista de origem italiana concebeu o indomável guerreiro em 1959, em parceria com o roteirista René Goscinny. Após 52 anos desenhando-o, ele disse que se sente "um pouco cansado", e que é hora de entregar sua criação a um talento mais jovem.

O anúncio ocorre no mesmo dia em que a editora Hachette celebra a venda de 350 milhões de livros do personagem no mundo, o que faz dele um dos principais produtos franceses de exportação.

"Decidi que deve haver alguma continuidade, e quero que (Asterix) siga por gerações e gerações", disse Uderzo à rádio RTL.

Asterix e seu jovial parceiro Obelix foram publicados pela primeira vez em outubro de 1959, e desde então suas aventuras contra os invasores romanos já foram traduzidas para mais de cem idiomas.

Depois da morte de Goscinny, em 1977, Uderzo assumiu também os roteiros, para desgosto dos fãs, que se sentiram órfãos do humor e da ironia do titular.

A recente aparição de Asterix e sua turma em outdoors do McDonald's também motivou acusações de que Uderzo teria vendido o diminuto gaulês para invasores capitalistas.

(Reportagem de Vicky Buffery)