No mundo, 67 patrimônios culturais estão sob risco

quarta-feira, 5 de outubro de 2011 15:13 BRT
 

Por Michelle Nichols

NOVA YORK (Reuters) - Um cemitério na Grécia, uma estação rodoviária britânica, desenhos com pedras no Peru e um edifício de Nova York estão entre os patrimônios culturais do mundo sob maior risco, informou um fundo de monumentos na quarta-feira.

Este ano há 67 sítios sob risco em 41 países e territórios no relatório bianual do World Monuments Watch, compilado pelo Fundo Mundial de Monumentos, com sede em Nova York, que ajuda a apoiar a preservação de "tesouros" como esses.

Os lugares da lista de 2012 ilustram a necessidade de equilibrar as preocupações com patrimônio e os interesses ambientais, econômicos e sociais das comunidades de todo o mundo, disse a presidente do Fundo Mundial de Monumentos, Bonnie Burnham.

"Embora esses sítios sejam históricos, eles também fazem parte do presente - partes inteiras da vida de pessoas que entram em contato com eles todos os dias. De fato, o relatório nos lembra de nosso papel coletivo como gerentes da Terra e de seu patrimônio humano", afirmou Burnham.

Entre os locais listados estão o Primeiro Cemitério de Atenas, na Grécia, o cemitério mais antigo da cidade, que contém os túmulos de personalidades gregas dos últimos dois séculos. O fundo disse que o local sofre com a negligência.

A estação rodoviária de Preston, na Grã-Bretanha, já foi a maior estação do mundo, mas o fundo disse que agora está prestes a ser demolida como parte de um programa de desenvolvimento. Ela está na lista ao lado de outros locais modernistas britânicos - a Biblioteca Central de Birmingham e o South Bank Centre, de Londres.

"Esses e outros prédios como eles datam de uma era na qual o governo tinha os recursos e a vontade de criar grandes edifícios cívicos", afirmou o fundo. "Com muita frequência, eles são vistos como impedimentos para o desenvolvimento do setor privado."

A lista completa do relatório de 2012 sobre os monumentos do mundo pode ser lida em inglês na página da Internet www.wmf.org/watch.