Tributo a Michael Jackson vai acontecer, apesar de reveses

quinta-feira, 6 de outubro de 2011 13:01 BRT
 

Por Mike Collett-White

LONDRES (Reuters) - Um concerto em homenagem a Michael Jackson vai seguir adiante no País de Gales neste fim de semana, apesar de desentendimentos entre os irmãos do astro falecido, uma reação contrária de fãs, a retirada de último minuto de uma das atrações principais e o fato de ainda haver ingressos não vendidos.

Chris Hunt, diretor da Global Live Events, que está organizando o show "Michael Forever," marcado para sábado em Cardiff, admitiu que os preparativos têm sido complicados, mas atribuiu algumas das manchetes negativas a "desinformação."

"Nunca em toda minha carreira eu estive em uma situação em que tantos boatos falsos emergiram, aparentemente do nada," disse Hunt à Reuters em entrevista por telefone.

Ele negou os relatos de que os organizadores teriam se desentendido com os herdeiros de Jackson e disse que desentendimentos são comuns em famílias grandes como a do "Rei do Pop," especialmente quando ela vive sob os holofotes da mídia.

"Vai ser um evento enorme e espetacular," disse Hunt, falando do show no Millennium Stadium, onde haverá lugar para mais de 60 mil pessoas.

Participarão do concerto Marlon, Tito, Jackie e La Toya, irmãos de Michael Jackson. Será a primeira aparição em público ao vivo de La Toya em quase 20 anos.

Está prevista também a presença de Katherine, a mãe de Jackson, seus três filhos e vários outros familiares.

Mas os irmãos Jermaine e Randy criticaram o show porque coincide com o julgamento em Los Angeles do médico de Michael, acusado de homicídio culposo (sem intenção de matar). Janet Jackson se negou a participar, citando a mesma razão.   Continuação...