EUA devolvem à França pintura de Breton saqueada em 1918

quinta-feira, 13 de outubro de 2011 16:10 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - Uma pintura do artista Jules Breton apreendida há 93 anos pelas tropas alemãs durante a Primeira Guerra Mundial foi entregue às autoridades francesas por autoridades dos Estados Unidos na quinta-feira, disseram funcionários da alfândega.

A pintura, "Une Fille de Pecheur" (A filha de um Pescador), foi entregue ao embaixador François Delattre em uma cerimônia na Embaixada da França, informou a agência de Imigração e Fiscalização Aduaneira (ICE, na sigla em inglês), em comunicado.

"Como a agência principal a investigar a pilhagem de bens culturais, temos o prazer de retornar um pedaço da herança cultural francesa que foi roubado durante a Primeira Guerra Mundial", disse John Morton, diretor da ICE.

O trabalho de Breton, pintor francês realista do século 19, foi apreendido em 1918 pelas tropas alemãs de um museu em Douai, França, disse o comunicado.

A pintura foi enviada com outras obras para a Bélgica. Em 1919, o governo belga retornou as obras para a França, mas essa não foi incluída.

No ano passado, autoridades francesas disseram à Interpol de Washington que a pintura "A Filha de um Pescador" tinha sido importada por uma galeria de arte de Nova York. O valor atual da pintura é de cerca de 150.000 dólares.

Uma investigação mostrou que a pintura extensivamente restaurada era a mesma que os soldados alemães apreenderam do museu Douai, disse o comunicado.

(Reportagem de Ian Simpson)