Celebridades e colegas prestam homenagem a Steve Jobs

segunda-feira, 17 de outubro de 2011 14:09 BRST
 

Por Poornima Gupta e Alexei Oreskovic

STANFORD, Estados Unidos (Reuters) - Celebridades, políticos e colegas do Vale do Silício estavam entre as centenas de pessoas reunidas no domingo em uma homenagem à memória de Steve Jobs, o visionário cofundador da Apple Inc.

Os convidados chegaram em dezenas de limusines negras e atravessaram a pé um caminho iluminado por grandes velas brancas até a Igreja Memorial no centro do câmpus da universidade de Standford. O evento contou com uma forte presença policial e foi vetado ao público.

O CEO da Apple, Tim Cook, que assumiu a direção da maior empresa de tecnologia do mundo em agosto, quando o ícone da indústria declarou que não podia mais liderar a Apple, entrou na capela ao lado de um homem vestido como monge budista.

Maria Shriver, ex-mulher do ex-governador da Califórnia Arnold Schwarzenegger, e Bono, vocalista do U2, trocaram palavras no jardim antes de entrarem na capela.

Entre a plateia estavam o chefe de software da, Apple Scott Forstall e o ex-presidente dos EUA Bill Clinton.

Jobs morreu na semana passada aos 56 anos depois de uma longa batalha contra uma forma rara de câncer no pâncreas. O visionário inspirou produtos icônicos como o iPod, iPhone e iPad, tornando-o um dos líderes da indústria mais significativos de sua geração.

A homenagem a Jobs ocorreu depois de o iPhone 4S ter batido recordes de vendas na semana passada para a Apple e alguns de seus parceiros como a AT&T Inc e a Sprint.

Funcionários farão uma homenagem separada em 19 de outubro na sede da empresa em 1 Infinite Loop, Cupertino.

 
Pessoas caminham em frente à igreja no campus da Universidade de Stanford, em Palo Alto, na Califórnia. Celebridades, políticos e colegas do Vale do Silício estavam entre as centenas de pessoas reunidas no domingo em uma homenagem à memória de Steve Jobs, o visionário cofundador da Apple Inc.16/10/2011   REUTERS/Kimberly White