Roteirista Norman Corwin morre nos EUA aos 101 anos

quarta-feira, 19 de outubro de 2011 16:48 BRST
 

LOS ANGELES (Reuters) - Norman Corwin, o premiado escritor e diretor da era de ouro do rádio, morreu de causas naturais em sua casa em Los Angeles. Ele tinha 101 anos.

Corwin morreu em paz na terça-feira, de acordo com um comunicado da Annenberg School for Communication & Journalism, da University of Southern California, onde Corwin foi escritor residente.

Conhecido como o "poeta laureado do rádio", Corwin, que também desfrutou do sucesso como jornalista, dramaturgo e produtor, escreveu e narrou uma série de programas de rádio lendários com frequência transmitidos pela CBS Radio Network sem patrocinadores comerciais.

O escritor Ray Bradbury chamou Corwin de "o melhor escritor-produtor-diretor de toda a história do rádio", contando ao Los Angeles Times em 2002 que "não havia ninguém como ele". "Ele dominava a área."

Durante o auge do radio, Corwin, que nasceu em Boston, apresentou trabalhos agora clássicos como o "The Plot to Overthrow Christmas" e "They Fly Through the Air", sobre a Guerra Civil Espanhola.

Entre suas peças mais famosas está "On a Note of Triumph", que celebrou a vitória dos aliados na Europa. Dezenas de milhões de pessoas ouviram em uma época em que o rádio era o principal veículo de notícias e de entretenimento.

Corwin foi laureado com uma série de prêmios, de Emmys e Globos de Ouro a Medalhas Peabody e uma honraria da duPont-Columbia.

Em 1957, foi indicado ao Oscar pelo roteiro adaptado de "Sede de Viver", a história de Vincent van Gogh e sua amizade com Paul Gauguin, estrelado por Kirk Douglas e Anthony Quinn.

Ele também escreveu os roteiros de "The Story of Ruth", "The Blue Veil" e "Madison Avenue".   Continuação...